Acesso Rápido:  Marketing Digital  |  Desenvolvimento de Sites  |  Lojas Virtuais    

Qual a diferença entre CMYK e RGB?

3 min leitura

Alguns termos utilizados na área de Design geram dúvidas, talvez você já tenha se deparado com algum. Hoje vamos explicar o que são as siglas RGB e CMYK e por que uma impressão muitas vezes fica diferente do que se vê na tela do computador?

Este processo se deve a padrões de cores diferentes utilizados para cada finalidade! Claro que esta diferença também está relacionada com o tipo e qualidade de monitor que você está utilizando. A mesma imagem pode apresentar leves alterações na tonalidade das cores em monitores diferentes e também ao ser impressa. Basicamente podemos dizer que CMYK e RGB são padrões de cores utilizados em design de projetos, na criação de diversos materiais, gráficos e para web. Por isso ao criar uma arte é preciso ter em mente qual a finalidade do trabalho!

O que é RGB?

RGB corresponde às iniciais de 3 cores, são Red (vermelho), Green (verde) e Blue (azul). Este padrão é utilizado para exibição em monitores de computador e televisores em geral. Esse é um padrão de cores aditivas, obtidas pela decomposição natural dos raios solares (ou artificialmente através de determinados focos de luz).

O que é CMYK?

CMYK corresponde às iniciais das cores Cian (ciano), Magenta (magenta), Yellow (amarelo) e Black (preto). Este é um padrão de quatro cores primárias, que combinadas formam cores ilimitadas.  Este padrão é mais usado para impressão em papel, como jornais, livros, revistas, folders, cartões, em que as 4 cores de tinta geram uma qualidade final melhor do que apenas 3.

No caso de imagens para web o padrão adotado deve ser o RGB, enquanto que, em se tratando de materiais impressos, deve-se utilizar o padrão CMYK.

Ou seja, o seu monitor sempre emitirá cores RGB que serão formadas a partir do vermelho, verde e azul. Porém, para imprimir suas peças, serão utilizadas as cores CMYK, ou seja:  a cor que antes era criada a partir do vermelho, verde e azul, será reproduzido a partir do ciano, magenta, amarelo e preto. Por isso sempre haverá uma variação.

Mas, se a sua imagem foi reproduzida no modo RGB, é possível convertê-la para o modelo CMYK, basta ter instalado um software de edição de imagens como o photoshop. Por isso ressaltamos que ao fazer seu pedido você especifique a finalidade, desta forma o Designer saberá fazer a escolha de qual esquema de cores empregar em seu projeto!

Vale ressaltar que estes dois sistemas não são os únicos utilizados, além do CMYK e do RGB existem vários outros padrões de cores, como exemplo o Pantone.

Pantone é uma tabela de cores primárias criada pela empresa Pantone Inc. com numeração específica, serve de referência para identificar a tonalidade de cor exata (100%) evitando variações de cores na impressão.  Este sistema consiste em uma mistura específica de pigmentos para se criar novas cores e também permite que cores especiais sejam impressas, tais como as cores metálicas, cromadas, dourado, prata e as fluorescentes.

Nossa dica é que antes de fazer a impressão final de uma arquivo, solicite a gráfica uma prova de cores, que nada mais é que um modelo de como ficará seu material, assim você evita desperdício de tempo e dinheiro!

Caso você ainda tenha alguma dúvida deixe um comentário, se quiser sugerir um próximo post, envie um e-mail pra gente no [email protected] 

Autor do Post:

Luciano Arthur

Luciano Arthur

Luciano iniciou sua carreira com desenvolvimento de sites aos 19 anos (2003) e atuou em mais de 1200 projetos de sites, Lojas Virtuais e SEO. Em meados de 2007 começou seus estudos em Marketing Digital com foco em posicionamento em Google e assim ajudou muitas empresas a ganharem milhares de acessos em seus sites. Atualmente é CEO da Vale da Web de Blumenau SC.

Gostou do Post? Compartilhe agora mesmo:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp