Qual a melhor plataforma para desenvolver um site?

Nesse artigo você vai entender qual a melhor forma de desenvolver um site para ajudar no marketing de sua empresa. Esse texto é para você que quer potencializar negócios pela internet por meio de um site. Nossa empresa trabalha para te ajudar dessa forma, melhorando a qualidade e o retorno do seu investimento com um site.

Começarei falando sobre plataformas. Isso mesmo, existem algumas opções de plataformas de desenvolvimento de sites. E claro, são algumas que estão famosas no mercado. Cito duas para começarmos e também cito a programação própria que irei abordar neste artigo:

  • Wix;
  • Duda;
  • Programação própria.

Ouça o Podcast completo deste artigo:

Para mais episódios acesse:
https://www.spreaker.com/user/lucianoarthur

O que é interessante de entender?

Aqui na Vale da Web temos experiências no desenvolvimento de várias formas de criação de sites. Desde 2003, quando desenvolvi os primeiros sites, passei por muitas etapas, que me condicionam hoje a falar de plataformas de desenvolvimento e experiências do que funciona e não funciona.

Quando falamos em plataforma de criação de sites, se você começar a procurar por site, o Wix vai começar a te achar. Vai aparecer como opção sem parar nas suas pesquisas. E o mais interessante é que eles entram batendo forte no marketing. Eles até falam mal de outras formas de desenvolvimento. Focam em dizer que você pode ficar se matando com o WordPress, por exemplo, e vai deixar o fácil, simples, que é o Wix, de lado? Primeiro que isso não é muito legal.

Mas o que quero passar aqui é uma experiência de vida. Nesse sentido, vou defender o que acho mais interessante para desenvolver um site. No caso de Wix e Duda, que são as duas ferramentas para desenvolver, onde o usuário, sem conhecimento mesmo, entra nas plataformas e desenvolve seu site, elas tentam ser intuitivas. A pessoa vai entrar, arrastar e vai montando seu site. A questão em si é que quando utiliza plataformas prontas, sem o auxílio de um desenvolvedor, de alguém que conhece marketing, você tem um problema sério.

O primeiro problema é a parte de criação. Ou seja, você não tem uma noção exata do que é um layout. Não tem uma noção exata do tamanho ideal para aplicar no site.

“Mas eu vou seguir o que manda o Wix ou o Duda”, você pode pensar. Ok, pode ser dessa forma. Pode funcionar, mas e se você agora avançar um pouco e pensar: será que esse meu site, é só colocar ele no ar que vai posicionar bem no Google? Qual o motivo real de colocar o site na internet? Será que o intuito principal não é ser encontrado e vender seu serviço de forma que você nem mesmo sabe como o usuário chegou na sua empresa? Ou você quer fazer um site e focar em anúncios pagos a vida inteira? Somente anúncios pagos?

Nesse sentido, o usuário se complica muito. Ele vai parar no problema de pensamento para Google. Ou seja, sites feitos no Wix ou Duda não são pensados para Google. Porque o usuário não vai entender como tem que ser feito o SEO. Esse é o grande problema que eu vejo hoje.

Algumas vezes chegam alguns sites em Wix para a empresa.  O cliente já tem e quer melhorar, precisa fazer um site novo, quer resultado. A primeira coisa que a gente olha e encontra são problemas de posicionamento de Google. Estou com o Wix aberto enquanto escrevo esse texto. Eles têm uma galeria de templates. Sites que já foram feitos com o Wix.

Um exemplo. Vou abrir aqui um projeto de restaurante. A princípio, tem tudo. Parece ser um restaurante oficial, mas a primeira coisa que eu já vejo de errado é que esse site está extremamente errado para posicionamento em Google. Ou seja, ele é de Nova Iorque e não tem nada que foque que é de lá. Ou seja, a página inicial dele está ignorando as descriptions, que são os 140 caracteres que você coloca para o Google entender sua página inicial.

Ele praticamente não tem informação na página inicial como texto e assim não vai ser indexado no Google. Ele tem, por exemplo, dois H1 na página inicial. O que não pode para posicionamento.

Ou seja, esse usuário pode ter feito o site sozinho, o design ficou razoável e ele simplesmente ignorou o posicionamento em Google. Porque ignorou? Pode ser porque não sabe ou a plataforma não faz as indicações corretas para que ele possa entender como fazer seu site pensado para o Google. Nesse sentido, é super reprovado o negócio do Wix para posicionamento em Google.

Devemos prestar atenção nesses detalhes

O usuário pode até se dar bem no design, porque ele sugere um modelo pronto, pode se dar bem na parte estética, porém vai chegar a um momento que vai colocar no ar e não vai dar resultado. Principalmente porque não foi pensado para Google. Então fazer o site em plataformas prontas como Wix ou Duda não vai ajudar no marketing. E pode ter certeza que se você vai fazer o site e não tem um conhecimento de design, ele não vai ficar legal. Por mais que você pegue um template dentro da plataforma, algo pronto, ele não é adaptável ao seu negócio.

Você pode ser, por exemplo, um eletricista. Então você vai pegar um modelo que não tem relação com seu trabalho, substituir o que tem lá e o design não vai ficar legal. E você tem um grande problema nessa situação. Você acaba não fazendo um site profissional e aí está a questão.

Do outro lado, o cliente começa a olhar sites e entender o que é um site um pouco mais profissional ou não. E pode ser uma forma de decidir por uma empresa ou outra. Ele pode ver o design, uma foto amadora, e pensar que talvez deva escolher outra opção.

Quanto à questão do SEO, se o usuário não tem conhecimento, já era. Essas ferramentas deveriam ter mais cuidado com isso.

O WordPress é uma ótima ferramenta

O que eu falei do Wix e Duda também tem alguma base em cima do WordPress na questão de alguns conceitos que eu passei sobre design e posicionamento em Google. Nesse sentido, quando a gente opta por trabalhar algo mais barato, você passa por esse problema e acaba não conseguindo ter resultado. Então todo seu foco tentando ganhar retorno com marketing em cima do site, você perde o retorno.

Outro item que é o WordPress. Primeiro, a gente tem um pré-conceito. E o que seria? A minha empresa Vale da Web desde o seus primórdios sempre trabalhou no quarto formato, que é o desenvolvimento manual, artesanal. Ou seja, programação própria, o que seria basicamente trabalhar em cima do seu conhecimento de programação e assim você vai desenvolvendo os sites. Quando a empresa é competente, o projeto sai com sucesso. Agora, quando desenvolvem em cima de sua programação própria e não tem competência, não vai ficar bom também. Então o cliente, na ponta, está no meio do tiroteio. Então o que tem que ser feito? Tudo se resume em muita pesquisa.

Tem que ter muita análise de pesquisa ou você não consegue ter uma ideia exata do que vai contratar, de quem vai contratar. Mas que tipo de pesquisa? O ideal é olhar para resultados. Que resultados a empresa X conseguiu com seus clientes? E que resultados a empresa Y conseguiu?

Assim você consegue fazer a análise de resultado dos clientes que já foram atendidos. Principalmente quando falamos de posicionamento em Google. Ou de leads que chegaram ao site, contatos. Então quando eu falo de preconceito, temos o seguinte. Ou tínhamos. Ao longo de 16 anos de desenvolvimento, eu passei por algumas fases de desenvolvimento. E nesse período entendemos que o WordPress não era uma ferramenta ideal para certos momentos.

Principalmente quando o cliente pedia coisas específicas, personalizadas. Então a gente tinha esse preconceito porque achava que não ia conseguir fazer tal função com o WordPress.

E assim analisamos que ao longo do caminho sempre foi melhor utilizar a programação própria. Então meio que largamos o WordPress de mão. E assim se passaram alguns anos, praticamente uns sete anos, e o que aconteceu? Uma evolução da ferramenta do WordPress.

Nesse sentido, hoje a nossa visão da plataforma é muito mais interessante a nível de funcionalidade, de qualidade. Então, partindo desse princípio, hoje o WordPress é para nós uma das ferramentas de ponta do mercado. Junto com uma programação própria quando tem também essa forma de desenvolver. Mas com a programação própria, sem programadores e designers competentes, o projeto não fica legal. Ou seja, o usuário na ponta que compra tem que ter muita sorte em pegar uma empresa competente para entregar um projeto de resultado.

Voltando ao WordPress, a pergunta que você pode estar se fazendo é: se eu quero fazer um site WordPress sozinho, eu consigo?

Se você olhar para alguns tutoriais na internet, você consegue. Vai no Youtube, nos vídeos, você consegue fazer uma instalação sozinho. A dúvida se vai conseguir só vai ser respondida quando você colocar a mão na massa.

Porém, podem aparecer problemas de entendimento técnico de algumas questões que podem ocorrer e você pode se perder um pouquinho. Você pode cometer muitos erros, no sentido de erros básicos, o que uma pessoa mais técnica com um pouco de conhecimento não cometeria estes erros. Então você conseguiria fazer, mas podem ter problemas.

WordPress? Tem custos?

Não, o WordPress é gratuito. O Duda e o Wix têm planos gratuitos e pagos. Já o WordPress é uma plataforma de sites desenvolvida por vários programadores a nível mundial, onde existe uma central que é cuidada com muito carinho. Nesse núcleo central é disponível para fazer download da ferramenta, que é a versão sempre atualizada. Então essa frequência que atualiza você também pode atualizar seu site a partir de um clique. Isso que é bacana no WordPress.

Muitos servidores de hospedagem, como Hostgator, Locaweb, já possuem um instalador de WordPress. Ou seja, não é necessário nem você baixar do wordpress.org, você pode fazer a instalação direta. Assim, terá que seguir os passos, tutoriais para entender como fazer a configuração.

Digamos que você pode também selecionar vários modelos de layout, inclusive tem muito mais opções que o duda e o wix juntos. Até porque muitas pessoas os desenvolvem para vender em vários sites que comercializam templates para sites. Você compra, baixa e instala dentro do seu servidor por meio do menu de templates que tem no WordPress.

Nesse momento, se eu fosse te aconselhar o que é melhor entre as opções. Se você não tem conhecimento nenhum, vai pro Wix ou Duda e estuda SEO. Pense e estude como desenvolver o site focado em posicionamento no Google. Assim você pode ter um resultado no marketing. Então seria uma forma.

Não tenho conhecimento de causa detalhada do Wix e do Duda. Sei que dentro do WordPress permite tudo e mais um pouco. Então quando você tem conhecimento de causa da ferramenta, você consegue fazer de tudo lá dentro para melhorar a questão de Google para o site.

Essa é uma ferramenta muito indicada nesse sentido. Eu assino embaixo porque a gente já testou e usa regularmente, é bem tranquilo quando você tem o conhecimento. Cuidar sempre de segurança é importante.

Mas como eu falei. Se você não tem conhecimento de causa, mais facilidade você vai encontrar mesmo no Duda e Wix. O WordPress hoje é uma das plataformas mais robustas, de mais qualidade, porque inclusive ocupa o total de 30% da internet. Ou seja, de todos os sites do mundo 30% são na plataforma WordPress. Então esse tipo de produto vem crescendo muito, cada vez com mais melhorias. Você tem uma plataforma cada vez mais atualizada no mercado. E um detalhe importante. Assim como o Wix e o Duda, você utiliza formas de clique e arraste para construir o site no wordpress.

No WordPress também é possível fazer isso por meio de plug-ins, onde você compra ou até utiliza plugins gratuitos que fazem isso. Você pode pagar certas ferramentas para adicionar. Existe um mercado muito grande de empresas que constroem verdadeiros negócios baseados em plugins para colocar dentro do WordPress. Assim como, por exemplo, essa ferramenta que você coloca lá dentro e pode fazer clique e arraste. Então isso também é bem bacana para fazer um site de forma mais fácil.

Mas tem seus detalhes de configuração que são mais técnicos. Tem que fazer um curso básico para entender

E, por último, o item de programação própria. Essa é a forma como eu falei em alguns momentos de você ter um programador bom, um designer bom e um olho de SEO, que é muito, mas muito importante.

Hoje nossa equipe está preparada. O programador sabe a importância do SEO. O designer sabe também. Então eles estão preparados para isso. E no final do projeto desenvolvido, tem um acompanhamento final. Ou seja, um profissional que entende sobre posicionamento em Google acompanha esse projeto. Ao final, ele tem que sair perfeito. Dessa forma, quando for para o ar vai ter resultados facilmente com o marketing por meio de posicionamento em Google.

Então, nesse sentido se você for desenvolver um projeto que não tem esse foco de posicionamento em Google, independente da plataforma, você está jogando dinheiro fora.

Então é muito importante você entender isso. Mas como identificar a forma correta?

Eu tenho um vídeo no canal da Vale da Web onde fala sobre o que é SEO e, dentro desse vídeo, eu tenho uma explicação para identificar o que tem no seu site, se ele está pensado para Google ou não. Então com aquele vídeo você já vai entender o que é a parte de SEO. E se tiver dúvidas, não deixe de colocar um comentário neste post.

Espero que tenha gostado da ideia do review sobre Wix, Duda, WordPress e programação própria. Que você tenha conseguido analisar de forma qualitativa para ver o que é interessante para você.

Para finalizar, se eu fosse escolher hoje ficaria entre WordPress e programação própria. Trabalharia esses dois itens. Caso tenha interesse também, no WordPress temos planos mensais que facilitam a contratação de um site pensado para Google. O diferencial entre Wix, Duda e nós é que dentro da nossa plataforma, agregamos uma área de treinamento para o cliente. Então tudo que eu falei aqui sobre SEO e posicionamento você encontra dentro da área de treinamentos, inclusive envio vídeos semanais sobre dicas atuais para melhorar o marketing do seu site. E o mais importante, aqui temos mentes diretas em contato com o nosso cliente e não somos uma máquina e assim o seu site vai ter o SEO que merece.

Se quiser fazer um orçamento, fique a vontade.

Autor do Post:

Luciano Arthur

Luciano Arthur

Luciano iniciou sua carreira com desenvolvimento de sites aos 19 anos (2003) e atuou em mais de 1200 projetos de sites, Lojas Virtuais e SEO. Em meados de 2007 começou seus estudos em Marketing Digital com foco em posicionamento em Google e assim ajudou muitas empresas a ganharem milhares de acessos em seus sites. Atualmente é CEO da Agência de Marketing Digital Vale da Web de Blumenau SC.

Gostou do Post? Compartilhe agora mesmo:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp